Quando temos o nome sujo, sair de uma situação de dívidas para dormir com a cabeça tranquila acaba sendo um bicho de sete cabeças. Isso porque, quando chegamos ao ponto de ter o nome sujo, significa que já deixamos de quitar algumas dívidas e a instituição para a qual estamos devendo, já incluiu nosso nome na lista de inadimplência. Quando isso acontece, conseguir crédito no mercado para recolocar a vida financeira em ordem, pode custar bem caro.

Quando temos o nome sujo, tudo que queremos é acertar de uma vez por todas nossa vida financeira, para ficarmos em paz com a consciência. Já percebeu que quando enfrentamos situações assim, parece que todo o resto em nossa vida parece não ir para frente? Isso é real e é importante que você tenha esse sentimento, pois isso o empurrará para frente e te dará fôlego para resolver as pendências.

A grande dificuldade de quem tem o nome sujo, é que dificilmente conseguirá um empréstimo no banco ou financeira, e quando consegue, precisa arcar com as maiores taxas de juros do mercado. Ou seja, logo no momento em que você mais precisa, o setor não vai te ajudar. Isso acontece porque antes de te apresentar as propostas, a financeira/banco consulta o seu CPF, e for identificado histórico de inadimplência, que chamamos de nome sujo, automaticamente a taxa de juros aplicada já é maior.

Uma dica aqui é identificar possíveis objetos para vendas. Uma câmera fotográfica que você não usa mais, um antigo smartphone, livros, roupas enfim, tudo o que tiver ocupando espaço e você não usa, pode separar para vender e tentar conseguir arrecadas algum dinheiro com isso. A internet é forte aliada para estes fins.

6 Dicas para decidir qual dívida pagar primeiro

Agora, digamos que você já arrecadou o máximo de dinheiro possível e quer começar a quitar suas dívidas antes de recorrer a um empréstimo. Mas em meio a tantas dívidas, qual delas pagar primeiro? É sobre isso que vamos falar agora. Confira as dicas para conseguir quitar suas dívidas mesmo tendo o nome sujo:

1.      Contas do Mês

Com certeza, as primeiras coisas a serem pagas são suas contas tradicionais do mês. Ainda que você esteja com o nome sujo, o aluguel, luz, água são contas que não podem deixar de serem pagas, pois interferem diretamente em sua moradia. Luz e água, por exemplo, podem ser cortadas. Como você vai continuar morando no seu apartamento ou casa sem energia? Sem água para tomar banho? Dessa forma, se estão atrasadas, priorize essas contas.

2.      Dívidas ligadas a patrimônios

Quando estamos com o nome sujo, o que também chamamos de negativados, uma das formas de conseguir um empréstimo e não arcar com uma taxa de juros tão alta, é fazer um empréstimo com garantia. Neste caso, você aliena um bem, como um imóvel ou carro, por exemplo. No entanto, se você não arcar com as parcelas e manter o pagamento em dia, a instituição credora pode tomar o bem de você. Claro que estamos olhando a pior das hipóteses. Em geral, há uma tentativa de acordo. Mas precisamos ter tudo na ponta do lápis para sair dessa situação o mais rápido possível. Por isso, em ordem de prioridade, se tiver que optar entre pagar uma ou outra dívida, entre as primeiras opções deve estar quitar o seu empréstimo com garantia, de modo a não ter o seu bem tomado.

3.       Dívidas com juros mais altos

Esta opção também deve ser considerada, principalmente para quem tem o nome sujo. Isso porque, se a taxa de juros é mais alta, a sua dívida vai aumentando diariamente, e quando você puder ver, já se tornou uma bola de neve. Não queremos nos enrolar ainda mais não é mesmo? Então avalie qual é a taxa de juros de cada dívida e faça as contas. Priorize o pagamento das contas com taxas mais altas. Cartão de Crédito e Cheque Especial, por exemplo, possuem as taxas mais altas do mercado.

4.      Dívidas que podem deixar seu nome sujo

Digamos que você ainda não tenha o nome sujo, se não arcar com determinados pagamentos, pode ficar. E você tem o nome sujo, pode piorar ainda mais a sua situação, diminuindo ainda mais o seu score, ao ter mais uma vez o seu nome ligado aos órgãos de proteção ao crédito. Um exemplo disso, é a mensalidade do seu condomínio.

5.       Mensalidades necessárias

Por fim, arque com as demais contas que não são consideradas prioridades, como internet e TV a cabo, por exemplo. Deixando estas opções por último, o máximo que pode ocorrer é você ter o serviço cortado. E só será ligado quando você quitar o que deve. Então, estas são as contas menos importantes.

6.      Faça um empréstimo para quitar todas as outras dívidas

E não tem jeito, com nome sujo ou não, às vezes a melhor alternativa é de fato recorrer ao empréstimo. Faça um levantamento, veja de quanto você precisa para quitar todas as demais faturas do seu cartão, somado a quitação de outras contas atrasadas e comece a pesquisar as melhores opções para você, dentro do seu orçamento.

Mas lembre-se: a melhor forma de não ter o nome sujo, é gastar menos do que se ganha. Neste caso, fica a dica para se refazer, mudar seus hábitos e aproveitar a oportunidade para redesenhar suas prioridades na vida. Assim, você vai saber exatamente o que pode cortar de gastos e aonde deve investir para poder gerar lucro e tirar seu nome do vermelho. Boa sorte 😉