O Banco Central é uma autarquia federal, que tem como principal função supervisionar e regular o sistema financeiro nacional, envolvendo todas as instituições financeiras e movimentação bancária, seja em transferências de recursos, investimentos, aplicações financeiras ou empréstimos.

O Volume de operações de empréstimo no Brasil é gigantesco, por isso o Banco Central possui diversas ferramentas e sistemas para analisar as instituições financeiras e operações que são contratadas por pessoas físicas ou jurídicas no sistema financeiro nacional.

Sistema de Informações de Crédito

O principal sistema utilizado pelo Banco Central é o sistema de informações de crédito (SCR), esse sistema é basicamente um banco de dados, com lançamento obrigatório por todos os bancos e instituições financeiras.

No sistema são lançados além dos valores do empréstimo, com parcelas pagas e a vencer, as informações cadastrais dos tomadores, além da renda das pessoas físicas, faturamento das pessoas jurídicas, além da informação obrigatória das garantias tomadas pelas instituições no fechamento da operação.

O objetivo do sistema, além de levantar todas as informações financeiras, é permitir que haja segurança no sistema financeiro, impedindo por exemplo que a mesma garantia seja utilizada em várias operações de empréstimo, além de permitir a troca de informações entre instituições e evitar que haja irregularidades na concessão de crédito.

Aprovação da Instituição Financeira

Para que seja possível a realização de um empréstimo é fundamental encontrar uma instituição financeira que seja cadastrada no Banco Central, qualquer pessoa ou empresa que ofereça empréstimo, mas não esteja cadastrada ou represente alguma instituição financeira cadastrada no Banco Central, não está autorizada a ofertar esse tipo de operação.

Através do site do Banco Central é possível em uma pesquisa rápida confirmar o cadastro da instituição que você deseja contratar o serviço, além disso é possível também encontrar alguma opção de instituição que seja de sua preferência.

Banco Central na defesa do Consumidor

O Banco Central permite em seu sistema também que sejam abertas reclamações pelos tomadores de crédito sobre os serviços das instituições financeiras, sendo um caminho de fiscalização acima da própria instituição.

É recomendado sempre que o primeiro passo seja efetivar a reclamação no sistema de atendimento da instituição financeira, na sequencia abrir a reclamação na ouvidoria, se mesmo assim o problema persistir, utilizar os órgãos de proteção ao consumidor e na sequencia se o problema ainda não for sanado acionar o Banco Central.

O Banco Central possui um canal de comunicação interno e direto com o setor de qualidade da instituição financeira, com prazos claros e definidos para a resolução do problema de acordo com as regras e leis do mercado financeiro.

As reclamações com maior atuação pelo Banco Central são pela oferta ou prestação de informação a respeito de produtos e serviços de forma inadequada. Por este motivo é fundamental que sempre que for efetivar uma operação de empréstimo, avalie com muito critério todas as informações fornecidas e se atente também ao contrato, qualquer divergência com relação as informações passadas pelo atendente com o que está no contrato deverão ser esclarecidas antes da contratação da operação.