Algumas pessoas ficam em dúvida se solicitam ou não crédito devido as altas taxas cobradas no mercado. Em determinados momentos, porém, a necessidade ou a oportunidade irão gritar por uma resposta.

E ai? Deixa a oportunidade passar? Procura outra solução mais arriscada, burocrática e demorada? Ou enfrenta as taxas sem medo?

A melhor resposta é: compare e estude.

Apesar de o consenso popular imaginar que, em qualquer solicitação de crédito o cliente irá pegar 1 e pagar 2, existem muitos casos que provam o contrário.

Alguns bancos públicos e privados, e também determinadas empresas, oferecem crédito a seus clientes com taxas competitivas e atrativas para quem necessite usar desse artificio.

FAÇA UMA SIMULAÇÃO DE CRÉDITO RÁPIDA E GRATUITA

Empresas com menores taxas de juros para crédito

O oferecimento de crédito com taxas mais baixas deve ser bem estudado. Estranhe ao se deparar com valores muito abaixo do mercado e verifique a veracidade e segurança da empresa, e se não existem taxas inclusas em outros serviços. Nesse mercado, optar por nomes conhecidos pode ser uma escolha segura.

Pernambucanas, Riachuelo, Marisa, Colombo e Koerich são exemplos de empresas privadas que oferecem crédito com taxas menores.

No setor bancário, podemos destacar algumas instituições bancárias públicos, como: Caixa Econômica, Banco do Brasil, Banrisul, Banco da Amazônia e Banco do Nordeste do Brasil. É importante lembrar que, esse modelo de crédito só é liberado para clientes desse determinado banco e que as parcelas são descontadas diretamente da conta corrente do titular.

Bancos privados e financeiras também oferecem o serviço de crédito, com destaque para Nubank, Banco Pan e BV Financeira. Essas instituições não exigem que o requerente do crédito seja cliente delas, apenas que tenha uma conta bancária em qualquer banco, porém, as tarifas cobradas podem ser maiores que nos empréstimos em bancos públicos.

Além de estudar e escolher a empresa que oferece crédito com as menores taxas, é importante se atentar também a outros detalhes. Prazo para pagamento, possível carência e a modalidade de crédito (pessoal, consignado, penhora de bens, com garantia) também são importantes para definir o custo total desembolsado ao final da quitação.

EMPRÉSTIMO PARA AUTÔNOMO: APRENDA A IDENTIFICAR O MELHOR CUSTO-BENEFÍCIO

Comparar e estudar a fundo cada uma possibilidade é o que fará que a aquisição do seu crédito seja realmente útil no curto prazo, e que não prejudique o longo.