A compra de um imóvel é um sonho de muitos brasileiros, seja para fugir do pagamento de aluguel, investir ou mesmo para ter um lugar próprio para a moradia, com as diversas linhas de crédito disponíveis no mercado hoje em dia é sim possível conseguir crédito para a compra do tão sonhado imóvel, seja ele novo ou usado, é importante claro cumprir alguns requisitos básicos para isso.

Linhas de Crédito

As principais linhas de crédito para a aquisição de imóveis são o Financiamento Imobiliário e o Consórcio de Imóvel, que possuem metodologias de estruturação diferentes, porém com o mesmo objetivo em comum que é antecipar o recurso para a aquisição do imóvel, com o parcelamento da “dívida”, sendo cobrado taxa de juros no financiamento e taxa de administração no Consórcio.

Financiamento

O financiamento imobiliário é a modalidade onde através da análise de crédito e análise do imóvel, a instituição financeira financia a aquisição do imóvel para o tomador do crédito.

No financiamento o dinheiro é liberado na hora para o tomador do crédito, com a cobrança de juros mensalmente, o processo de abertura de crédito envolve a análise de crédito do tomador, elaboração do contrato e a vistoria do imóvel é obrigatória em caso de imóveis usados.

As linhas de financiamento possuem variações de condições quando são considerados imóveis novos e imóveis usados, existem algumas linhas de crédito que possuem subsídios do governo, seja na concessão de descontos no imóvel quanto nas taxas de juros e prazo de pagamento, porém normalmente só são liberadas essas condições especiais na compra de imóveis novos que possuam as condições enquadradas no plano, o “Minha Casa Minha Vida” é um dos planos mais famosos atualmente disponíveis no mercado.

Consórcio

A compra de um imóvel através de consórcio também é uma modalidade muito utilizada no mercado, a grande diferença é que no consórcio, varias pessoas que tem interesse em comum na aquisição de um imóvel, formam um grande grupo administrado por uma instituição autorizada a gerenciar grupos de consórcio, que com o pagamento das parcelas individuais, vão liberando crédito para que as pessoas que fazem parte do grupo comprem o imóvel.

Os pontos principais a serem considerados no consórcio são que o tomador do crédito não recebe o valor do crédito do imóvel na hora, existem regras no grupo que fazem sorteios mensais ou aceitam lances de pagamentos antecipados para liberação do recurso através de leilão, onde o maior lance recebe o crédito.

Outro ponto principal é que no consórcio não existe a cobrança de juros, apenas a taxa de administração do grupo cobrada pela instituição, que varia normalmente entre 14% a 25% do valor total do crédito, pago em conjunto com as parcelas do crédito antecipado. Normalmente esse valor é bem menor que as taxas de juros cobradas pelo financiamento que cobram entre 5% a 9% ao ano, ou seja, um financiamento de 4 anos, já tem juros ultrapassando as taxas do consórcio.

O Valor do Crédito do consórcio poderá ser utilizado tanto para a aquisição de um imóvel novo quanto de um usado, porém é importante que toda a documentação do imóvel esteja registrada em cartório com todos os impostos em dia, para que seja possível a alienação do imóvel como garantia da operação.

Qual escolher?

Normalmente a escolha do consórcio financeiramente é a mais vantajosa, porém o tempo de demora para liberação do crédito é um fator muito importante a ser considerado, se você precisar do crédito de maneira mais rápida, o financiamento acaba sendo a melhor opção. Portanto, é importante sempre avaliar qual vai te atender melhor.