O crédito imobiliário nada mais é do que o financiamento imobiliário, que como o nome mesmo diz, é um crédito adquirido no intuito de comprar, construir ou reformar um imóvel. E, como todo tipo de financiamento, é importante entender certas questões antes de contratar.

FAÇA UMA SIMULAÇÃO DE EMPRÉSTIMO

Bancos e instituições financeiras são responsáveis por quitar o imóvel para o contratante do crédito e depois recebem o pagamento em parcelas e prazo acordadas com o mesmo. Esse financiamento é feito diretamente com as instituições e as condições, como taxas de juros e valores são acertadas da maneira que melhor cabe no bolso do comprador.

Como dito no início da matéria, o crédito imobiliário não é utilizado apenas para quem quer comprar uma casa nova, mas também pode ser solicitado em casos de compradores que necessitem reformar sua casa ou mesmo, começar a construí-la do zero.

Muitos confundem o crédito imobiliário com o refinanciamento de imóvel, porém são dois tipos de financiamento diferentes, pois no caso do refinanciamento o imóvel fica como garantia da quitação do bem. Enquanto houver parcelas para quitar, o comprador não pode vender o imóvel, fica assim como garantia para a financiadora que todas as parcelas serão pagas.

Formas de crédito imobiliário

Existem apenas duas formas de crédito imobiliário, que são o Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e o Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI). O primeiro serve para imóveis de até 750 mil reais e o segundo para imóveis acima deste valor. Em ambos os casos, diversos bancos oferecem o financiamento, porém a instituição mais procurada é a Caixa Econômica.

Após definir qual a forma de crédito imobiliário que você está procurando, é necessário fazer uma simulação de crédito, pois isso permite que você consiga comparar as condições de pagamento em diferentes instituições financeiras.

Depois de avaliar e escolher a melhor empresa de financiamento, você envia seus dados junto a uma proposta para a instituição e aguarda a análise de crédito da mesma para saber se será possível a liberação do crédito imobiliário ou não. Isso dependerá dos seus ganhos e do valor do imóvel já que é necessária a compatibilidade da renda do cliente com o valor solicitado para financiamento.

Se a documentação do comprador e do imóvel estiver correta, é emitido o Contrato de Financiamento e depois disso os tramites de pagamento se iniciam, começando pelo Imposto de Transmissão de Bens e Imóveis (ITBI). Depois de pago, é imprescindível ir ao Cartório de Registro de Imóveis para fazer o registro.

Com o contrato assinado pelo cartório em mãos, o mesmo deve ser enviado à instituição financeira e então é só aguardar de 5 a 10 dias úteis para o valor do financiamento ser liberado.

A partir daí o comprador deve sempre ficar atento às prestações e aos juros impostos caso haja algum atraso no pagamento das parcelas, pois como o crédito imobiliário é um empréstimo, caso o cliente não pague regularmente as parcelas, é possível até perder o imóvel. Terminadas as parcelas, a instituição financeira irá emitir o termo de quitação e aí finalmente o cliente poderá considerar o imóvel como sua propriedade.

LEIA TAMBÉM:

COMO CONSEGUIR CRÉDITO PARA COMPRA DE IMÓVEL NOVO OU USADO?